Para que servem os simuladores?

Talvez uma das aplicações mais famosas de simuladores são os simuladores de voo. Nele o piloto, ou aspirante a piloto, pode escolher o modelo do avião e levantar voo partindo de praticamente qualquer grande aeroporto do mundo. Se ele perder o controle e cair, nenhuma vida é perdida. Pode-se ter a experiência de voar sem os mesmos custos, e principalmente riscos de um voo real. Hoje, o alto grau de realismo alcançado pelos simuladores de voo justifica serem necessárias horas neles dedicadas para se conseguir a licença de voo.

Dominando o seu negócio

Para nós da Adoca Tecnologia, simulação diz respeito a uma coisa: dominar o seu negócio. Seja ele formar pilotos, fabricar motores ou equipamentos médicos, transportar por meio marítimo ou ferroviário, o uso de simuladores permite treinar seus funcionários para que virem especialistas, assim como permite a sua empresa a aprofundar o conhecimento do negócio. Esse último aspecto é muitas vezes relegado ao se analisar os benefícios do uso do simulador. É verdade que os benefícios diretos existem, como a redução de custos. Mas a mudança mais profunda ocorre na cultura da empresa, que passa a encarar o negócio de uma maneira científica. O simulador não é apenas um ferramenta que permite que isso aconteça, como exige essa prática.

Assim, ao invés de você se perguntar “Devo desenvolver um simulador?”, você deveria estar se perguntando “Quero dominar o meu negócio?”.

Benefícios

  • Evita a alocação de equipamentos reais para treinamento, reduzindo custos de treinamento.
  • Reduz custos de produção/operação pela otimização de processos.
  • Muda a cultura da empresa permitindo o domínio do negócio.

Casos de sucesso

  • Simulador de locomotiva (Vale).
  • Simulador marítimo hidroviário (Petrobras).